Você já ouviu falar da doença do carrapato?

Você já ouviu falar da doença do carrapato?

Essa é uma das doenças que mais assustam os proprietários de cães, pois, além de não existir uma vacina contra ela, também pode levar o animal à morte.

O animal adquire a doença através da picada do carrapato marrom, também chamado de Rhipicephalus sanguineus. A doença do carrapato pode se apresentar de duas formas, a Erlichiose e a Babesiose.

Na erlichiose o animal é contaminado através da saliva infectada do carrapato pela bactéria Erlichia canis. Os principais sinais clínicos são: febre, perda de apetite, “tristeza” e prostração, vômitos, sangramento nasal e urinário, manchas avermelhadas na pele, dificuldade respiratória e palidez das mucosas.

Na babesiose o animal é contaminado pela saliva do carrapato infectado pelo protozoário Babesia canis. Os principais sinais clínicos são: febre, letargia, anorexia, mucosas pálidas, icterícia, aumento do baço e dos linfonodos.

Como se pode ver os sintomas são bem parecidos entre si e também podem ser comuns a outras doenças. Além disso, o animal pode apresentar as duas formas simultaneamente. Por isso, são necessários exames para auxiliar o diagnóstico.

O tratamento é feito através de antibióticos específicos, fluidoterapia e também pode ser necessário uma transfusão sanguínea. É importante o diagnóstico precoce para evitar que a doença evolua e leve o animal à morte.

É fundamental fazer a prevenção da doença através da eliminação dos carrapatos e através da utilização de métodos antiparasitários como sprays, medicamentos orais, coleiras específicas, etc.

Fique sempre atento ao seu animal de estimação. Qualquer mudança de comportamento, não espere, leve o animal rapidamente ao veterinário.

 

Renata Maria Teixeira de Macedo
CRMV/RJ 9632



× Fale Conosco